Histórico de Eventos

Início >> Extensão >> Eventos >> Historico

Série de Seis Seminários sobre o Antropoceno

Data: 
terça-feira, 17 Abril, 2018 - 15:00 até 17:00

SÉRIE DE SEIS SEMINÁRIOS SOBRE O ANTROPOCENO

com José Eli da Veiga, Professor Sênior do Instituto de Energia e Ambiente da USP

06, 13 e 20 março  e 03, 10 e 17 abril 2018
15h00 às 17h00
sala de reuniões do Conselho Deliberativo do IEE/USP - Av. Prof. Luciano Gualberto, 1.289, Cidade Universitária

Sobre a Série

A atual mudança climática é um fenômeno tão profundo e radical que levou Paul J. Crutzen (prêmio Nobel de Química em 1995 por descobertas atmosféricas), a propor o encerramento da longa Época que as geociências chamam de Holoceno. Isto é, os últimos 11.717 anos (com margem de erro de 99), ao longo dos quais ocorreu o processo civilizador. Desencadeado pelo advento de práticas agropecuárias que aos poucos foram viabilizando a minimização de sistemas de sobrevivência extrativistas, dependentes de coleta, caça e pesca. E que agora entra em etapa das mais enigmáticas, principalmente por causa da inteligência artificial.

Em 2000, num importante encontro científico em Cuernavaca, depois de ouvir repetidas menções de paleontólogos ao Holoceno, Crutzen balbuciou o termo Antropoceno em irritado repente. Rótulo já usado informalmente havia vinte anos pelo biólogo Engene F. Stoermer, e cuja compreensão tivera vários precursores, entre os quais o geoquímico russo Vladimir I. Vernadsky, que no início do século XX renovara a visão da biosfera.

Embora essa idéia de passagem do Holoceno ao Antropoceno ainda não esteja oficializada pela comunidade científica - o que só poderá ocorrer em 2020, no próximo congresso mundial de geologia - é fraquíssimo o argumento dos que a ela se opõem, por alegarem apenas que os registros estratigráficos disponíveis ainda não se tornaram suficientemente robustos.

Ao mesmo tempo, os argumentos favoráveis à proposta de Crutzen que proliferam em periódicos científicos nos últimos 17 anos são suficientemente heterogêneos para que mereçam atento escrutínio dos pesquisadores para os quais tem relevância o idela de "desenvolvimento sustentável" e esse resultante novo valor que é a "sustentabilidade".

A organização desta Série de Seis Seminários sobre o Antropoceno terá como ponto de partida e referência básica dois recentes textos:

VEIGA, José Eli (2017) "A primeira utopia do Antropoceno"(A&S) http://www.zeeli.pro.br/5122

VEIGA, José Eli (2018) "Antropoceno: resgatar o fio da meada" (título provisório) NB: texto ainda preliminar, cuja versão definitiva será enviada até 25 de fevereiro 2018 aos alunos cujas inscrições tiverem sido aceitas.

Esta Série de Seis Seminários exigirá público pequeno, em torno de 20 pessoas. Será voltado exclusivamente para alunos da pós-graduação, preferencialmente dos dois programas do IEE/USP - PROCAM e PPGE, sendo que vagas excedentes serão abertas a alunos de outros programas.

José Eli da Veiga é professor sênior do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (IEE/USP). Por trinta anos (1983-2012), foi docente do departamento de economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA-USP), na qual obteve o título de professor titular em 1996. Tem 25 livros publicados, entre os quais: O Imbróglio do Clima | Ciência, política e economia (2014) e Gaia | De mito a ciência (2012), dos quais é organizador, e Sustentabilidade | A legitimação de um novo valor (2010), do qual é autor. É colunista do jornal Valor Econômico, da revista Página 22 e da Rádio USP. Saiba mais em http://www.zeeli.pro.br.

 

I Seminário Nacional CIGRE de Energia Solar Fotovoltaica - CIGRE-ESF

Data: 
quinta-feira, 22 Março, 2018 - 08:00 até 18:00

I SEMINÁRIO NACIONAL CIGRE DE ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA - CIGRE-ESF
(http://sncesf.cigre.com.br/)

22 março 2018
8h00 às 18h00
auditório do IEE/USP - Av. Prof. Luciano Gualberto, 1.289, Cidade Universitária, Butantã, São Paulo
Inscrições Encerradas

TRANSMISSÃO AO VIVO VIA INTERNET  em https://iptv.usp.br

Este I Seminário é organizado pelo Comitê de estudos C6 do CIGRÉ (Comitê Nacional Brasileiro de Produção e Transmissão de Energia Elétrica) em parceria com o Laboratório de Sistemas Fotovoltaicos do Instituto de Energia e Ambiente  da Universidade de São Paulo e tem como objetivo o balanço da evolução tecnológica da energia solar fotovoltaica, a difusão do estado da arte da pesquisa e desenvolvimento, bem como a prospecção dos avanços científicos e industriais relacionados. Busca ainda apresentar e discutir assuntos técnicos, regulatórios, da cadeia produtiva e de serviços e as dificuldades e benefícios relacionados com este tipo de geração distribuída de energia. Desde 2012, com a publicação da Resolução Normativa nº 482/2012 da Agência Nacional de Energia Elétrica, as solicitações de acesso aos sistemas de distribuição oriundas de geração distribuída solar fotovoltaica vêm crescendo a taxas extremamente agressivas. Em algumas distribuidoras as solicitações de acesso superam 200 pedidos mensais. Neste sentido, o evento visa apresentar ao público em geral, composto por estudantes, empresários, consumidores de energia, prestadores de serviços, fornecedores de materiais e equipamentos, bem como advogados entre outros players, uma visão ampla sobre o negócio associado com a geração solar fotovoltaica.

Programação

08h30 - Credenciamento e café de boas vindas

09h00 - Abertura dos Trabalhos
             IEE/USP e CIGRÉ Brasil

09h20 - Painel 1 - Panorama da Energia Fotovoltaica no Brasil
             Visão sobre as políticas de incentivo para a implantação de geração solar fotovoltaica descentralizada e
             centralizada no país.
             Rodrigo Sauaia - ABSOLAR
             João T. Pinho - ABENS
             Debates

10h00 - Painel 2 - Desempenho e Qualidade das Instalações Fotovoltaicas 
             Desempenho dos equipamentos e qualidade das conexões relacionadas com a geração solar fotovoltaica.
             Sistemas de armazenamento e a transformação da geração distribuída.
             Roberto Zilles - IEE/USP
             Ricardo Rüther, UFSC
             Antônio R. Donadon - CPFL
             Marcelo Almeida - IEE/USP
             Debates

11h30 - Painel 3 - Prospecção Tecnológica em Energia Fotovoltaica
             Rotas tecnológicas e novas tecnologias  para sistemas fotovoltaicos. tendências para o futuro e mudanças
             no setor elétrico.
             Ceres Zenaide - CGEE
             Lucas Albuquerque Lima - COMERC
             Debates

12h20 - Intervalo de almoço
             Visita ao Lab. de Energia Fotovoltaica do IEE – USP

14h00 - Painel 4 - Panorama da Industrialização Fotovoltaica no Brasil
             A cadeia produtiva e as oportunidades de novos serviços com a geração de energia solar fotovoltaica.
             Oportunidades e barreiras da industrialização dos principais materiais e equipamentos.
            Ildo Bet - ABINEE
            Wladimir Janousek - CanadianSolar
            Adalberto Maluf - BYD
            Fábio Carrara - SolStar

15h30 - Painel 5 - Perspectivas do Setor Fotovoltaico no Brasil
             O futuro da geração solar fotovoltaica dentro da visão regulatória, de comércio interno e externo e os
             impactos reais na distribuição de energia.
            Oswaldo Massambani - FINEP
            Hugo Lamim - ANEEL
            Elio Vicentini - AES Eletropaulo
            Debates

16h40 - Encerramento

Coordenação Geral 
Engenheiro Paulo Henrique Ramalho Pereira Gama - Comitê de Estudos C6 do Cigré-Brasil
Prof. José Sidnei Colombo Martini – Assessor Científico do Cigré-Brasil
Prof. Roberto Zilles – Coordenador de Sistemas Fotovoltaicos – IEE/USP

Comissão Técnica do Evento
Prof. Dr. Roberto Zilles, IEE/USP - Coordenador de Sistemas Fotovoltaicos - IEE/USP
Prof. Dr. Alexandre Carlos Araújo da Costa - Assessor Científico do Comitê de Estudos C6 do Cigré-Brasil
Prof. Dr. Germano Lambert Torres - Especialista do Comitê de Estudos C6 do Cigré-Brasil
Prof. Dr. João Tavares Pinho - UFPA ePresidente da ABENS
Prof. Dr. Ricardo Rüther - UFSC
Prof. Dr. Naum Fraidenraich - UFPE

Seminário Estado da Arte do Armazenamento de Energia e da Inserção de Fontes Renováveis Intermitentes

Data: 
segunda-feira, 19 Março, 2018 - 08:30 até terça-feira, 20 Março, 2018 - 19:00

O Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo convida:

SEMINÁRIO ESTADO DA ARTE DO ARMAZENAMENTO DE ENERGIA E DA INSERÇÃO DE FONTES RENOVÁVEIS

19 e 20 março 2018
08h00 às 18h00
auditório do IEE/USP

O Seminário discutiu. o armazenamento de energia e seu papel na inserção de fontes renováveis no Sistema Interligado Nacional (SIN). O público contou com a participação de pesquisadores, reguladores e empreendedores da América Latina, EUA e Europa. Foram debatidos aspectos técnicos, econômicos e regulatórios, assim como estratégias para a utilização do armazenamento como acelerador da inserção de energias renováveis modernas no Brasil.

PROGRAMAÇÃO:

19 março              

Sessão 1 - Contribuição de Tecnologias de Armazenamento para a Integração de Fontes Renováveis Intermitentes.
Coordenador: Hédio Tatizawa

 “Características do sistema elétrico brasileiro e contribuições potenciais do armazenamento de energia” - Ildo Luís Sauer, IEE/USP

Planejando uma nova era da energia” - Gabriel Konzen, EPE

A experiência do IEE/USP em sistemas fotovoltaicos e a utilização de armazenamento” - Roberto Zilles, IEE/USP

Uma defesa do armazenamento flexível de energia” - Richard Phillips, Energy Storage Systems

Marco regulatório dos mercados elétricos nos Estados Unidos” - David Mooney, NREL

Sessão 2 - Armazenamento Eletroquímico e Sistemas de Gestão de Baterias - Estado da Arte e Perspectivas. Coordenador: Ildo Sauer

Atividades de Armazenamento de Energia na Califórnia” - Mike Gravely, Research Program Manager at California Energy Commission (por videoconferência/Skype)

A experiência alemã com a introdução do armazenamento eletroquímico na matriz energética: transição energética, projetos-piloto e legislação” - Hans-Joachim Krautz, Brandenburg University of Technology

Estado da Arte das baterias para o armazenamento de energia” - Maria de Fátima Rosolem, CPqD

Aspectos técnicos, regulatórios e econômicos de sistemas de armazenamento de energia em baterias no Brasil” - Ildo Bet, PHB Eletrônica

Eletrônica modular para fontes de energia renováveis e armazenamento conectado à rede” - Ricardo Lizana, Duke University

Avanços da industrialização do lítio na Bolívia” - Herwing Borja, YLB

20 março

Sessão 3 - Armazenamento por Hidrogênio - Estado da Arte e Perspectivas.
Coordenador: Roberto Zilles

A experiência alemã com a introdução do hidrogênio na matriz energética: transição energética, projetos-piloto e legislação” - Hans-Joachim Krautz, Brandenburg University of Technology

Hidrogênio como vetor de uma nova era: a experiência da Hytron no desenvolvimento tecnológico do hidrogênio no Brasil” - Daniel Lopes, Hytron

Células a combustível para produção de energia renovável - a experiência do programa brasileiro no IPEN” - Fábio Coral Fonseca, IPEN

A experiência da ELECTROCELL em baterias, BMS e células a combustível” – Gerhard Ett, Electrocell (convidado)

PAINEL ESPECIAL sobre o PROJETO DE P&D CESP – Resultados esperados, produtos, plantas pilotos, infraestrutura de integração na Usina Hidroelétrica de Porto Primavera

O projeto de armazenamento de energia elétrica da CESP: motivação, arranjo e equipamentos”. José António Médice, Gerente do Projeto CESP; Ênnio Peres da Silva, UNICAMP – Coordenador do Projeto CESP; Demóstenes Barbosa, BASE – Gestor de Engenharia, Suprimento e Construção (EPC)

Produtos esperados do Projeto de P&D CESP. Mauro Antonio Pereira, M.FAP Consultoria

Criação de um Novo Laboratório para Energia Renovável e Armazenamento de Energia no Campus Rosana da UNESP. Eloi Fonseca, UNESP

Planta Piloto de Armazenamento Eletroquímico da UHE de Porto Primavera. Giorgio de Saint Seigne, ELECTROCELL

Integração das diversas Plantas Pilotos de Energias Renováveis e de Armazenamento da UHE de Porto Primavera da CESP. Manoel Dias, ATS Tecnologia de Apoio e Serviços

Sessão 4 - Regulação, Gestão e Integração de Armazenamento no Sistema Elétrico.
Coordenador: Ildo Sauer

Visão do Operador sobre o papel do Armazenamento de Energia no Sistema Interligado Nacional"- Ângela Greenhalgh, representante do Operador Nacional do Sistema (ONS).

“Inserção de Energia Eólica no Sistema Interligado Brasileiro e Armazenamento de Energia” - Sandro Yamamoto, Diretor Técnico ABEEÓLICA (Associação Brasileira de Energia Eólica)

Inserção de Energia Solar no Sistema Interligado Brasileiro e Armazenamento de Energia Solar” - João Tavares Pinho, Presidente ABENS (Associação Brasileira de Energia Solar)

Analisando as opções econômicas para integrar o armazenamento de energia com energias renováveis nos mercados elétricos dos EUA” - Lincoln F. Pratson, Duke University

Estratégias regulatórias e comerciais para superar o problema da intermitência” - Dalia Patino Echeverri, Duke University

 “Armazenamento de Energia na Califórnia: Como legislação e política pública têm ajudado a criar um mercado em crescimento” - Ethan Elkind - UC Berkeley

 

Este evento integra as atividades do Projeto de Pesquisa & Desenvolvimento ANEEL, PD-00061-0054/2016, “Análise da Eficiência do Armazenamento Complementar de Energia junto a Usinas Hidrelétricas, Utilizando Tecnologias de Armazenamento Eletroquímico e em Hidrogênio”, executado mediante Convênio com a Companhia Energética de São Paulo CESP, projeto estratégico associado à chamada ANEEL Nº 021/2016.

 

Seminário sobre Gás e Regulação

Data: 
segunda-feira, 11 Dezembro, 2017 - 14:00 até 17:30
O Instituto de Energia e Ambiente  em conjunto com o Programa de Recursos Humanos PRH-04 e o Research Centre for Gas Innovation - RCGI/USP, todos da Universidade de São Paulo, e o Instituto Brasileiro de Estudos do Direito da Energia - IBDE realizaram o 
 
SEMINÁRIO SOBRE GÁS E REGULAÇÃO
 
 
11 dezembro 2017
14h00 às 17h30
sala auditório do RCGI- Prédio da Engenharia Mecânica e Naval - POLI/USP
Av. Prof. Mello Moraes, 2231, Cidade Universitária, São Paulo
 
O Seminário teve como foco o substitutivo ao PL 6407/2013, que trouxe contribuições normativas discutidas no âmbito da iniciativa “Gás para Crescer” lançada pelo Ministério das Minas e Energia - MME, em julho de 2016, que abriu um debate sobre a adequação das atividades do setor de gás natural ao novo momento do mercado tendo como base a redução da participação da Petrobras em diversos segmentos da categoria.
 
Programação
 
14h00 - Abertura
             Colombo Celso Gaeta Tassinari, IEE/USP
             Julio Meneghini, RCGI/EPUSP
             Dirceu Abrahão, Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo
             Hirdan Katarina de Medeiros Costa, IEE/USP
 
14h10 - Primeiro Painel: Efeitos da Propositura Parlamentar nos Serviços de Distribuição do Gás Canalizado
              Edmilson Moutinho dos Santos, IEE/USP (Coordenador); Zevi Kann, Zenergas Consultoria,
              Gustavo Mano, UFF e Alexei Macorin Vivan, ABCE
 
15h40 - coffee break
 
16h00 - Segundo Painel: Os Gasodutos de Transporte de Gás e a sua Exploração
             Maria D’Assunção Costa, Assunção Consultoria (Coordenadora); Floriano de Azevedo Marques Neto,
             FD/USP; Solange David, CCEE; Tiago do Monte Macedo, Tauil & Chequer Advogados Associadoa Mayer
             Brown LLP
 
17h30 - Encerramento
 

Worshop sobre o Projeto ECOPA - O papel das mudanças de estilo de vida em estratégias de baixo carbono. O caso do Brasil e da França

Data: 
segunda-feira, 11 Dezembro, 2017 - 09:00 até quarta-feira, 13 Dezembro, 2017 - 12:00

Worshop sobre o Projeto ECOPA
O papel das mudanças de estilo de vida em estratégias de baixo carbono. O caso do Brasil e da França

11 e 12 dezembro 2017
09h00 às 17h00
auditório do IEE/USP - Av. Prof. Luciano Gualberto, 1.289 - Cidade Universitária, São Paulo

Sinopse
O Acordo de Paris reconheceu que os estilos de vida desempenham um papel importante na abordagem das mudanças climáticas. Soluções puramente tecnológicas não podem produzir uma transição para um desenvolvimento de baixo carbono por si só: os padrões de consumo também terão que evoluir. Como antecipar mudança de estilo de vida nas economias em crescimento? Em que medida as mudanças do padrão de consumo podem contribuir para cenários de baixo carbono para o Brasil e a França, a fim de agregar o aumento de temperatura de 1,5 graus Celsius. Estes entre outros temas importantes sobre economia de recursos energéticos e comportamentos sociais relacionados ao consumo serão apresentados e discutidos por pesquisadores especialistas de Universidades e Instituições de Pesquisa da França e do Brasil.

As apresentações correspondem aos resultados do Projeto ECOPA - Evolutionof consumption patterns, economic convergence and carbon footprint of development: a Brazil-France comparison, realizado pelo Gbio/IEE/USP, pelo CIRED/França, COPPE/UFRJ e UFF.

O Projeto ECOPA teve como objetivo principal analisar quão flexível é a ligação entre o nível de renda per capita e os padrões de consumo e, em sequência, projetar suas implicações em cenários futuros de emissões de GEE para o Brasil e para a França.

O ECOPA foi dividido em quatro grandes tarefas:

  • Tarefa 1 - analisar econometricamente os dados sobre o consumo final das famílias em termos monetários e físicos, identificando padrões e fatores condutores;
  • Tarefa 2 - pesquisa antropológica buscando identificar as principais variáveis explicativas para o consumo de energia, observando as emissões de GEE entre diferentes grupos populacionais;
  • Tarefa 3 - utilizando matrizes insumo-produto, analisar o fluxo de energia e das emissões entre os setores da economia, fornecendo visão mais detalhada dos impactos no consumo final;
  • Tarefa 4 - construir cenários de emissões de GEE considerando mudanças nos padrões de consumo, distribuição de renda e crescimento populacional.

O Projeto ECOPA foi financiado pela ANR - Agence Nationale de Recherche, France e pela FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo e EDF R&D.

O Workshop foi financiado pela FAPESP e ANR

Link para entrevista sobre o ECOPA http://jornal.usp.br/atualidades/mudanca-de-estilo-de-vida-e-necessaria-para-cumprir-acordo-de-paris/

Program

December, 11th, 2017

08h30-09h00 - Registration

09h00-09h30 - Opening Session
                         Colombo Celso Gaeta Tassinari, IEEUSP - Director
                         Carine Barbier, CIRED/France
                         Celio Bermann, PPGE/IEE/USP - Coordinator
                         Suani Teixeira Coelho, GBIO/IEE/USP

09h30-12h00 -
                         Household consumption patterns: a comparison Brazil/France
                         Claude Cohen, UFF and Carine Barbier, CIRED/France
                         GHG emissions in Brazil and the role of CGEE
                         Marcelo Poppe, CGEE
                         Linking electricity consumption of home appliances and standards of living: a comparison
                         between Brazillian and French households

                         Carolina Grottera, UFRJ
                         Fuelwood consumption and carbon emissions in Brazil
                         Suani Teixeira Coelho, GBIO/IEE/USP and Alessandro Sanches Pereira, GBIO/IEE/USP
                         Evolution of Brazilian households energy consumption: 2002 and 2008
                         Amaro Pereira, UFRJ

12h00-12h30 - Discussions

12h30-14h00 - Lunch time

14h00-16h00 -
                         Introductory speach
                         Jose Goldemberg, FAPESP, President
                         Consumption partners in selected households: a case study in São Paulo
                         Fabio Rubens Soares, GBIO/IEE/USP
                         Emissions from tourism sector - Brazil
                         Jean Paul Ceron, CIRED/France

16h30-17h15 -
                         Inequality changes and carbon footprint in Brazil
                         Luis G. Tudeschini, GBIO/IEE/USP
                         International trande and carbon footprint of French households
                         Gaelle Le Treut, CIRED/France

17h15-17h30 - Discussions

17h30-18h00 - Closing session

December, 12th, 2017

09h30-10h45 - GHG emission scenarios considering changes in patterns of consumption, income distribution and
                         economic growth

                         Carine Barbier, CIRED/France and Carolina Grottera, UFRJ

11h00-12h00 - General conclusions and next steps    

Minicurso - The role of life style changes in low carbon strategies. The case of Brazil and France

13 dezembro 2017
09h00 às 12h00
Sala da ANP - prédio S do IEE/USP - Av. Prof. Luciano Gualberto, 1.289 - Cidade Universitária, São Paulo

Ministrantes:
Carine Barbier, CIRED/France - Lifestyle and energy consumption
Jean Paul Ceron, CIRED/France - Carbon emissions in tourism sector in Brazil
Aramo Pereira, COPPE/UFRJ e Carolina Grottera, COPPE/UFRJ - Assessment of long-term CO2 emissions with a hybrid Computable General Equilibrium Model (IMACLIM-BR)

Palestra Memória, Memórias: os dilemas do que lembrar e do que esquecer

Data: 
sexta-feira, 1 Dezembro, 2017 - 09:30 até 11:30

PALESTRA: MEMÓRIA, MEMÓRIAS: OS DILEMAS DO QUE LEMBRAR E DO QUE ESQUECER

com Profa. Dra. Maria Leticia Mazzucchi Ferreira, UFPel

01 dezembro 2017
09h30 - 11h30
sala de seminários do prédio S - IEE/USP - Av. Prof. Luciano Gualberto, 1.289 - Cidade Universitária
evento sem inscrição prévia
haverá emissão de declaração de presença

A palestra será dirigida aos alunos do PROCAM/IEE/USP e remete às experiências de lembrança e esquecimento diante da velocidade das transformações que a sociedade atual vive. A importância desse duplo processo e suas implicações serão contempladas, em particular os aspectos que rebatem nas iniciativas de conservação de práticas e representações relacionadas com o ambiente urbano. A palestra será seguida de dabete sobre o tema.

Maria Leticia Mazzucchi Ferreira é Professora Associada da Universidade Federal de Pelotas - UFPel, pesquisadora do patrimônio imaterial junto ao INRC/IPHAN, coordenadora no Brasil do projeto Colostrum, do Laboratoire d'Anthropologie et de Psycologie Cognitives et Sociales, da Universidade de Nice, França.

 

Palestra Evidências do impacto da disponibilidade de gás natural sobre a concentração industrial

Data: 
segunda-feira, 27 Novembro, 2017 - 18:30 até 20:30
Palestra EVIDÊNCIAS DO IMPACTO DA DISPONIBILIDADE DE GÁS NATURAL SOBRE A CONCENTRAÇÃO INDUSTRIAL
 
Prof. Edgar Antônio Perlotti, FIPE
 
27 novembro 2017
18h30 às 20h30
sala da ANP - prédio S - IEE/USP - Av. Prof. Luciano Gualberto, 1289 - Cidade Universitária, Butantã, São Paulo
 
A utilização de gás natural segue ganhando espaço na matriz energética da indústria brasileira. Para um conjunto de segmentos e processos, a utilização de gás natural como energético ou matéria prima envolve significativos ganhos do ponto de vista ambiental, técnico e econômico. O trabalho desenvolvido explora o potencial indutor do desenvolvimento regional que a disponibilidade de gás natural possui. Uma vez que a presença e gasodutos exibem evidente padrão de concentração espacial, o exercício empírico verifica se as indústrias levam em conta a disponibilidade do energético em sua decisão de localização.
 
 
Edgar Antônio Perlotti é consultor nas áreas de regulação econômica e análise setorial e regional. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Energia, do Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE)-USP, sob orientação do Prof. Dr. Edmilson Moutinho Santos. Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade de São Paulo (2007). Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Aplicada e Organização Industrial, atuando principalmente nos seguintes temas: energia, saneamento básico, telecomunicações, regulação econômica, infraestrutura, política industrial, localização industrial, análises espaciais.
 

9° SENSE - Seminário Nacional de Segurança e Saúde no Setor Elétrico Brasileiro

Data: 
quarta-feira, 22 Novembro, 2017 - 08:00 até sexta-feira, 24 Novembro, 2017 - 17:00

9° SENSE - Seminário Nacional de Segurança e Saúde no Setor Elétrico Brasileiro

22, 23 e 24 novembro 2017
8h00 às 17h00
auditório do Instituto de Energia e Ambiente - IEE/USP - Av. Prof. Luciano Gualberto, 1.289 - Cidade Universitária, Butantã, São Paulo
programação e inscrições em http://www.sense.funcoge.org.br

Alinhada ao seu conceito estratégico de agregar conhecimento, a Fundação COGE - FUNCOGE, em conjunto com o Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo - IEE/USP e o Sindicato da Indústria da Energia no Estado de São Paulo - SINDIENERGIA, promoveu o 9° SENSE.

Objetivos do evento:
a) Congregar os profissionais da área de SSTQV - Segurança e Saúde no Trabalho e Qualidade de Vida das empresas do Setor Energético, visando o intercâmbio de experiências, o relacionamento, o convívio e a colaboração entre eles;
b) Incentivar a produção de estudos e trabalhos focando a prevenção de acidentes, a promoção da saúde e qualidade de vida dos trabalhadores;
c) Divulgar e discutis as alterações mais recentes da legislação pertinente a SST, de forma a auxiliar as empresas e seus profissionais na sua implementação;
d) Apresentar as novidades no que se refere a EPI - Equipamentos de Proteção Individual, permitindo aos profissionais de SSTQV a dicussão junto aos fornecedores.

Complementarmente, o evento pretendeu que os divulgar o Laboratório de Ensaios de Vestimentas - LEVe/IEE/USP, inaugurado no final de 2016, que coloca o Brasil no seleto grupo de países com capacidade tecnológica para a realização de ensaios em vestimentas FR e EPI, de vital importância para a proteção dos trabalhadores do setor elétrico brasileiro

Patrocinadores Ouro
Westex by Milliken, Cedro Têxtil, Santanense Workwear, Grupo Control Engenharia, Leal Equipamentos de Proteção, AES Eletropaulo, EDP, Rambo, Dupont.

Patrocinador Prata
Copel

Patrocinador Bronze
Ideal Work

Apoiadores
ABQV - Associação Brasileira de Qualidade de Vida, Canal SST, Revista CIPA, FNE - Federação Nacional dos Engenheiro, INTERFACE, Revista PROTEÇÃO, SEESP - Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo.

Workshop sobre Tecnologias de Captura, Estocagem e Utilização de CO2 em Diferentes Formações

Data: 
quinta-feira, 16 Novembro, 2017 - 09:00 até sexta-feira, 17 Novembro, 2017 - 17:00

WORKSHOP SOBRE TECNOLOGIAS DE CAPTURA, ESTOCAGEM E UTILIZAÇÃO DE CO2 EM DIFERENTES FORMAÇÕES

 
16 e 17 novembro 2017
9h00 às 17h00
auditório do IEE/USP - Av. Prof. Luciano Gualberto, 1.289 - Cidade Universitária, São Paulo
 
A preocupação com a redução de emissões de gases de efeito estufa proporciona oportunidade para tecnologias como a captura, estocagem e utilização de CO2  (CCUS), nas quais esse gás é separado dos efluentes em fontes geradoras, comprimido e injetado de forma permanente em formações geológicas como reservatórios de petróleo, cavernas salinas ou camadas de carvão. A injeção de CO2 pode ser combinada com produção de hidrocarbonetos para melhoria do fator de recuperação desses reservatórios. Por esses motivos, a CCUS adquire importância estratégica para empresas de energia. Dentro desse contexto, essas tecnologias são estudadas por 16 novos projetos do RCGI/USP (Research Centre for Gas Innovation).
 
O Workshop teve por objetivo reunir pesquisadores e estudantes para divulgar novas tecnologias de CCUS em diferentes formações geológicas. O evento terá a participação da Profa. Dra. Cristina Fernanda Alves Rodrigues da Universidade Fernando Pessoa, Portugal.
 
 
PROGRAMAÇÃO
 
16 novembro
 
09h00- 10h30 - Os projetos do Programa de Abatimentos de CO2 do RCGI
                         Kazuo Nishimoto, RCGI/POLI/USP
                         Análise de Relações Internacionais em Projetos de CCUS
                         Thiago Brito, PPGE/IEE/USP
 
10h45-12h00 - Armazenamento de CO2 e Simulação Numérica
                         Economia e Análise de Risco em Projetos de CCUS
                         Gabriel Costa, UNICAMP
 
14h00-15h30 - Perspectivas para CCUS em Reservatórios de Petróleo Não Convencionais onshore e de
                        Bacias Sedimentares offshore do Sudeste do Brasil
                        Colombo Celso Gaeta Tassinari, PPGE/IEE/USP
 
15h45-17h00 - Injeção de CO2 para Produção de Metano em Camadas de Carvão (CBM)
                         Cristina Fernanda Alves Rodrigues, UFP, Portugal  
 
17 novembro
 
09h00-12h00 - Minicurso sobre Tecnologias de CCUS
                        Cristina Fernanda Alves Rodrigues, UFP, Portugal  
 
14h00-17h00 - Minicurso sobre Petrologia e Geoquímica Orgânicas e suas Aplicações em CCUS
                        Cristina Fernanda Alves Rodrigues, UFP, Portugal
 
Evento foi realizado pelo Instituto de Energia e Ambiente  em conjunto com o Programa de Recursos Humanos PRH-04 e o Research Centre for Gas Innovation - RCGI/USP, todos da Universidade de São Paulo e contou com o apoio do Colégio Bandeirantes e da Universidade Fernando Pessoa, Portugal.

 

Palestra Visão Geral das Questões Relativas ao Licenciamento Ambiental nas Etapas de Exploração e Produção de Gás Natural

Data: 
segunda-feira, 6 Novembro, 2017 - 18:30 até 20:30

Palestra VISÃO GERAL DAS QUESTÕES RELATIVAS AO LICENCIAMENTO AMBIENTAL NAS ETAPAS DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE GÁS NATURAL

Mestranda Mariana F. Miranda, PPGE/IEE/USP

06 novembro 2017
18h30 às 20h30
sala da ANP - prédio S - IEE/USP - Av. Prof. Luciano Gualberto, 1.289, Cidade Universitária, São Paulo

A palestra teve por objetivo apresentar a legislação ambiental, focalizando o licenciamento e os órgãos públicos responsáveis e especificando a indústria do gás natural (GN), nas etapas de Exploração e Produção (E&P), assim como trazer considerações sobre as políticas públicas do Ministério de Minas e Energia (MME) relativamente a áreas de nova fronteira e enquadradas como estratégicas.

Mariana F. Miranda  (mfmiranda@outlook.com.br)é advogada especializada em Direito Ambiental. Graduação em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ (2009). Mestranda do Programa de Pós-graduação em Energia do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo. Pesquisadora do Projeto 21 "Creation of  the Brazilian and São Paulo Legal Service of Natural Gas", que faz parte do Centro de Pesquisa e Inovação em Gás - RCGI/USP (www.rcgi.poli.usp.br)

Apresentação em PDF

Anexos: 
AnexoTamanho
Apresentação 06.11.17.pdf1.41 MB

Páginas